Chuva de verão

ree
Nunca quis ser mais leve como agora, acho que se me distrair talvez eu flutue. O olhar tremeu minha perna, a palavra mexeu com a minha cabeça, o pôr do sol disse que me quer e olha que vou me render. Vou me render à luz do sol, à paz que o dia tem, às crianças rindo alto, ao cabelo no vento, ao bolo de chocolate e o suco de laranja. Me renderei ao mistério que é você. Vou me render pra essas simplicidades da vida que nos fazem sorrir da maneira mais sincera que a gente consegue, da maneira que a gente nem percebe. Dividirei o mundo com quem quiser caminhar comigo, aos que sinceramente gostarem de quem sou apesar dos inúmero defeitos e problemas que carrego comigo. Intensificarei cada momento que viver só pra poder ter histórias pra contar, só pra poder sentir de verdade, porque não vale a pena assistir a vida se você pode fazer parte do filme, escrever a história, construir o castelo. Sabe que esse é segredo pra ser feliz, e eu descobri assim sem querer, em uma dessas reflexões que a gente faz num fim da tarde quando tudo parece desabar. Descobri que ser feliz é tão simples, mas a gente sempre tem uma reclamação ou uma nuvem cinzenta pra complicar. Tem gente que anda por ai com uma tempestade sobre a cabeça e isso faz a rota mudar, a vida girar ao contrário e aí o mundo parece um tremendo pé no saco. O melhor a se fazer é deixar chover, se molhar e se preparar pro sol que vem depois. O melhor é tirar lição do que te acontece todos os dias, perdoar os que te machucarem sem dó nem piedade, entender que são gente como a gente e que um dia aprenderão. O melhor é saber que tudo nessa vida tem seu lado bom, que as vezes a perda é pra te libertar e não pra te matar.  O melhor é saber que se tudo está bem dentro de você, não importa o que aconteça aqui fora, tudo vai se acertar. O sol sempre vem, os dias bons chegam pra todo mundo mesmo depois de meses ruins. É a lei da vida: ou a gente encara de frente e busca ser feliz por nós mesmos ou a vida nos engole com problemas, decepções, reclamações e nos faz tempestades ambulantes. Eu quero é ser chuva de verão, nada de tempestade não. 

assinatura

Anúncios