À flor da pele: Ouse ser brasileiro!

brasil

Antes de qualquer coisa, isso não é sobre gerar polêmicas e discussões sobre qual foi o erro da Seleção Brasileira, do seu técnico, da Fifa ou de quem quer que seja. Tire tudo da frase anterior e deixe somente o Brasileira. É sobre essa palavra que se trata o texto. Hoje o sonho de muitos brasileiros e principalmente de todos aqueles jogadores foi embora, terá que ficar pra mais tarde outra vez. Muitos choraram, e há também os que riram já que passamos pela maior humilhação futebolística da história, mas o interessante e na realidade o que mais me dói é o desprezo. Porque é fácil se dizer brasileiro em época onde colocar bandeira na janela de casa é comum e quase obrigatório. É fácil ser brasileiro quando geral pinta o rosto de verde e amarelo e na televisão existem milhões de músicas sobre nosso país. É fácil ser brasileiro quando nossa missão é fazer exatamente isso. Cantar o hino com o coração quando a Seleção está em campo é fácil, é normal, é necessário, mas quantas vezes você foi “obrigado” a cantar o hino na escola e se lamentou por isso? Quantas vezes você nem fez questão de cantar? Amar o país vai muito além do futebol. Apoiar a seleção, torcer com toda emoção do mundo, claro que isso faz parte e confesso que é uma delícia. Eu, mera garota de 17 anos sem nenhum conhecimento sobre o futebol (não sei o que é impedimento e não entendo de posições táticas) posso dizer que mesmo sem saber de nada disso eu me entregava a cada jogo, por amor ao meu país, pela consideração e respeito com o sonho de cada jogador que estava em campo, correndo (bem ou mal) atrás de um sonho, e nem venha me falar em todo o dinheiro que eles ganham por isso porque não há dinheiro no mundo que pague o valor de um sonho e tenho certeza que nenhum dinheiro do mundo vai consolá-los agora. Precisamos superar os inúmeros problemas que nosso país sofre por uma péssima administração e honrar a nação, o país. Precisamos conhecer nossa história, saber o que nosso povo viveu, saber as riquezas que o Brasil tem pra oferecer antes de sair queimando a bandeira por aí. Precisamos aprender a nos orgulhar de sermos brasileiros, de termos esse calor humano que eu aposto que não se encontra fácil em nenhum lugar do mundo, de termos essa diversidade de cultura tão rica e tão grande que encanta os olhos. E justamente por todos esse fatores precisamos parar de pensar que o nacionalismo acaba com a Copa. É preciso ser brasileiro de verdade, de cantar o hino com orgulho, sabendo o que se canta. Fazendo valer o amor a Pátria. Fazendo valer o título de Mãe Gentil. E mais do que tudo respeitando todo símbolo e gesto nacional. De mentes pequenas estamos cheias, precisamos mesmo de grandes mentes que saibam dar mais valor ao lugar onde nasceu por saber de fato qual é o lugar onde nasceu. Falamos muito, sabemos pouco. Agora que a Copa foi embora pra nós, quero suplicar: Ouse ser brasileiro!

assinatura

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s