O que o Lulu veio nos alertar!

“Eu vejo um novo começo de era, de gente fina, elegante e sincera, com habilidade pra dizer mais sim do que não.” A esperança de Lulu Santos se faz clara nessas palavras, e talvez seja essa esperança que ainda deveríamos ter.

O que venho dizer não é sobre um aplicativo, já que é de um nível tão baixo que nem merece ser comentado. Na verdade, o que me preocupou, martelou em minha cabeça e me trouxe para a frente desse computador é o rumo que a humanidade tem tomado. Precisou que o Lulu e o Tubby chegassem ao Brasil para que a pobreza das almas fosse de fato reveladas, escancaradas. Sei que usar essa palavra é arriscado e forte, mas é isso que tenho visto, almas pobres de valores, de pensamentos dignos que acrescentem algum significado. É claro que não é certo julgar, nem todas as pessoas que fazem ou fizeram uso dos tais aplicativos se encaixam nessa questão. O problema é que chegamos a um ponto em que se tornou divertido julgar o outro. Se tornou coisa normal e mera distração expor a intimidade alheia, como se a outra pessoa equivalesse a nada. Não é discutível os motivos, a questão é que nenhum ser humano – seja lá como ele tenha agido na vida ou o que tenha feito – merece ser exposto de tal maneira, ser tratado como um objeto em prateleira de loja, como se precisássemos avaliar se vale a pena compra-lo ou não. A humanidade chegou a um ponto em que pedem respeito mas não se dão ao respeito e nem respeitam o outro. Queremos ser tratados como pessoas, queremos ser compreendidos da maneira que somos mas agimos feito idiotas, vazios por dentro, sem perspectivas, contentados com pouca coisa. O pior de tudo é tratar isso como coisa normal, já que quem critica ainda é tachado como careta, que leva tudo a sério demais. Não, sinto dizer que isso não é ser séria demais. A situação é que fugiu do controle e está séria demais. Conversas femininas e masculinas sempre existiram e são saudáveis, é claro, mas tornar isso uma coisa exposta, com oportunidade de denigrir e ofender o outro e ainda mais anonimamente, é preocupante, é desprezível. Nós mulheres somos melhores do que isso, e vocês homens também. Não precisamos dessas coisas tolas, sem objetivo algum. Longe de mim ser moralista ou qualquer coisa do tipo, só precisava desabafar sobre essa minha preocupação, de nos tornarmos uma sociedade cega e vazia, que prefere julgar, apontar o dedo e ofender ao invés de perdoar, de valorizar, de amar e de se relacionar. E tudo isso não se resume aos conhecidos aplicativos mas a tantas outras situações que presenciamos todos os dias, de ofensas, de falta de respeito, de julgamentos graves. É preciso abrir o olho, prestar atenção no caminho que estamos tomando ou então nos perderemos em meio a tudo aquilo que não acrescenta nada em nossas vidas. E é como aquele velho e bom ditado, a gente colhe o que planta, então é melhor prestarmos atenção nas nossas atitudes e lutarmos para sermos melhores ou então colheremos uma safra podre, e que dessa vez não fará mal ao outro mas a nós mesmos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s