Palavras soltas ao vento: Quando se perde as estribeiras e o ponto fixo

DSC06171“Há males que vem para o bem. Uma frase tão comum quanto o passar dos dias, mas que nunca fez tanto sentido. Quando eu pensava estar na pior, com um buraquinho bem no meio do meu peito, vem Deus para me mostrar que a minha vida é muito maior e mais intensa do que eu imaginava. Pense que se está andando em linha reta, em um ponto fixo e de repente você perde de vista esse ponto, seu coração dói e sua segurança vai embora, já que toda sua atenção estava depositada naquele ponto. Mas então você decide olhar ao redor e percebe que existem mais milhões de pontos iluminados e seus olhos se perdem em tanta luz. Na nossa vida muitas vezes é assim, resumimos nossa vida a um único ponto quando ainda existem milhares de pessoas, oportunidades e amores a nossa volta esperando nossa atenção. Eu que achei que não sobreviveria por essa semana, tenho aprendido que ainda há muito que preciso viver, que mesmo sem o meu pontinho debaixo da minha vista, eu ainda tenho muitos outros pontos que precisam de mim, do meu amor e da minha atenção. Hoje eu acordei com mais vontade de sorrir, com um mundo colorido esperando por mim, gritando para que eu voltasse de volta à minha sede de viver. E se eu não tivesse desviado a atenção do meu ponto fixo jamais teria olhado para todos os outros pontos que precisam de mim. Nossa história pode ser tão intensa quanto um horizonte, basta você abrir a alma e enxergar com o coração aquilo que seus olhos não alcançam.” – Escrito por: Rebeca Chaves

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s