Palavras soltas ao vento: A amargura de nossos corações

É fácil dizer que a felicidade está nas coisas simples, a maioria sabe bem disso, de cor e salteado, mas como experimentar essa tal felicidade escondida? Durante uma rotina corrida, que voa, poucos são capazes de encontrar essa felicidade que acenda a alma. Vivemos amargos, demasiados pelos cantos. Sofrendo talvez pelos vértices dos nossos problemas, que se casam todo santo dia. Vivemos azedos, sem oferecer o mais doce mel que pode vir de nossas almas. Quanto vale a pena ser áspero? Quanto vale a pena viver desse jeito? Tenho me sentido assim quase o tempo todo e não me culpo. Vivo jogando a culpa no outro que vem me falar asneiras em plena 7 da manhã, na chuva que atrapalha os meus planos, nos planos que não deram certo. Mas a realidade é que estou inteiramente errada. A culpa é minha, é sua, é nossa. Atire a primeira pedra quem nunca jogou a culpa de seus problemas nas costas dos outros. É sempre mais fácil, mas não nos deixa assim tão leves. É preciso admitir que a amargura presente nas nossas almas são nossas, porque as plantamos e cultivamos ali. Porque ela entrou e nós deixamos que ela ficasse e criasse ali seu lar. Precisamos abominar essa ideia do famoso “os incomodados que se mudem”. Se incomodamos de fato nós é que precisamos mudar. Criar vergonha na cara e tentar ser melhor, um bocado a cada dia. Sorrir mais, ajudar mais, estender a mão, se preocupar de verdade, mesmo que o outro não mereça, mesmo que amargura dele seja tão amarga quanto a minha. São coisas assim, simples e pequenas que nos transformam, e vão se espalhando até que a amargura dos nossos corações já não seja mais nossa. Que ela não culpe a ninguém e nem habite mais. Que possam existir mais sorrisos, abraços e singelas palavras, afinal são esses gestos que nos levam para cada vez mais perto do céu. – Escrito por: Rebeca Chaves

Processed with VSCOcam with m3 preset

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s