Palavras soltas ao vento: O que sei de mim.

Eu sou parágrafo da história da vida. Parágrafo que ninguém leu, não por falta de interesse mas por falta de tempo. Sou comprida, complicada. Mas é bom ser assim, porque o dia em que alguém ousar ler-me até o fim eu saberei que é aquele que ganhou meu coração. Aquele que me aceitar assim, complicada, extensa, cansativa, esse assim vai merecer-me por inteira. E então me facilitarei, me tornarei mais prazerosa a leitura e me permitirei ser o texto mais lindo do seu livro. – Escrito por: Rebeca Chaves

Anúncios

2 comentários sobre “Palavras soltas ao vento: O que sei de mim.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s